Yogasanas: Uma Perspectiva Médica (Parte 4)

You are currently viewing Yogasanas: Uma Perspectiva Médica (Parte 4)

Dr. Krishna Raman MBBS, FCCP

Trecho do Yoga Rahasya volume C. Tradução livre de Maurício Frighetto

Efeitos fisiológicos de Setubandha Sarvangasa e posturas relacionadas:

Quando feitas com suporte, posturas como Viparitadandasana e Setubandha Sarvangasa fortalecem os músculos cardíacos e ajudam a superar as anormalidades dos músculos cardíacos. À medida que os órgãos torácicos são alongados, seu suprimento de sangue aumenta e esses asanas têm sido considerados inestimáveis ​​no tratamento de doenças cardíacas isquêmicas e distúrbios musculares primários do coração. Os efeitos benéficos dessas posturas podem ser devidos a um aumento no suprimento de sangue do coração em pacientes com cardiopatia isquêmica.

Os efeitos benéficos dos asanas no coração são indiretamente comprovados pela observação de que os praticantes de Yoga nunca sofrem de infartos. Pacientes tratados com asanas para cardiopatia isquêmica apresentam melhora no teste de esforço.

Asanas melhoram a circulação capilar e o suprimento sanguíneo regional. O suprimento de sangue para os órgãos torácicos é melhorado à medida que são massageados. A capacidade vital dos pulmões é bem mantida por esses asanas, e a elasticidade dos pulmões é bem preservada.

Causas e tratamento do disco prolapsado

O disco pode prolapsar quando os músculos para-espinhais e isquiotibiais estão rígidos e fora de alinhamento. A dor é produzida pela tração que os músculos mal alinhados exercem sobre os nervos espinhais. A herniação do disco é apenas um fator incidental devido à tração exercida pelos músculos. O disco se rompe porque as estruturas circundantes, ou seja, os ligamentos e os músculos, são inelásticos.

Um lado da coluna é mais rígido do que o outro em algumas pessoas, e a hérnia de disco ocorre de um lado. As posturas de torção suavizam os músculos paravertebrais e, no processo, o disco é lentamente realinhado.

O tratamento do disco prolapsado deve ser direcionado ao afrouxamento dos músculos relevantes e, no processo, a relação espacial entre os corpos vertebrais e os músculos é restabelecida.

A tração médica não leva em consideração a extensão do desalinhamento dos músculos espinhais e, portanto, é descontrolada em sua ação. A força é mantida por muitas horas em um alongamento que enfraquece os músculos, especialmente quando o corpo está rígido. Os músculos também são puxados na direção errada. Então, o problema eventualmente se repete. É muito difícil manter um músculo em uma posição alongada mesmo por alguns minutos e é quase impossível mantê-lo em uma posição alongada por algumas horas. 

A tração no Yoga é um processo controlado e consciente. Pode-se aumentar ou diminuir a força sentindo o alinhamento da articulação.

Em muitos casos, a dor persiste mesmo após a cirurgia. A dor ciática ocorre devido à rigidez dos isquiotibiais e, mais importante, dos músculos abdutores. A dor desaparece quando esses músculos ficam flexíveis. Todas as posturas em pé alongam os músculos da coluna. Movimentos rotacionais combinados com flexão são muito úteis para prolapso de disco póstero-lateral. Geralmente a flexão é evitada, mas existem maneiras especiais de mover o corpo sem perigo. 

Sirsasana nas cordas aumenta o espaço do disco e diminui a dor nos músculos. Os movimentos côncavos são bons para a coluna, mas devem ser realizados sem contrair os músculos da coluna. Os exercícios de extensão tendem a contrair os músculos da coluna, embora a postura pareça côncava. As crianças nunca sofrem de prolapso de disco porque seus músculos espinhais e isquiotibiais são muito flexíveis.

Percebe-se, assim, que a biodinâmica do Yoga é uma ciência holística, pois atua de acordo com as leis fisiológicas e rejuvenescedora para o ser humano.

Leia os outros trechos

Yogasanas: Uma Perspectiva Médica

Yogasanas: Uma Perspectiva Médica (parte 2)

Yogasanas: Uma Perspectiva Médica (parte 3)

Yogasanas: Uma Perspectiva Médica (Parte 4)