Vinadanda (Parte 1)

You are currently viewing Vinadanda (Parte 1)

Por B.K.S Iyengar
Trecho do Yoga Rahasya. Tradução livre de Maurício Frighetto

A seção IV.6 do Darsonopanishad refere-se à coluna vertebral como vinadanta sem explicar o porquê de chamá-la assim. Vina significa flauta, um instrumento musical indiano com cordas. Ao praticar asana, pranayama ou dhyana, a ênfase está em vinadanta ou merudanta ou na coluna vertebral. É interessante observar e notar este especial stress na coluna.

Vina é o instrumento da deusa Saraswati (a Deusa do conhecimento). É um instrumento perfeito para se tocar qualquer raga sem o acompanhamento de outros instrumentos. Raga é uma combinação ordenada de som, harmonia, ritmo e melodia. Vina representa a espinha e o cérebro humanos. A cabeça da vina (a cuia redonda) é o cérebro, a caixa de som é o processo respiratório; o tronco é a coluna vertebral; os botões são as vértebras; e as cordas são o sistema nervoso.

Se a cuia não for redonda e firme e não tiver buracos, se o tronco não estiver estendido corretamente ou se os botões estiverem muito apertados ou frouxos, as cordas estalam ou perdem sua potência. Assim, até mesmo um mestre da música não poderá produzir um belo som ou tocar uma raga na vina. O cérebro flutua na cabeça da coluna que é a sede do savitarka (lógica correta) e savichara (raciocínio correto). Se as vértebras da coluna não estiverem mantidas em bom estado, os nervos não recebem nutrição suficiente, a respiração torna-se superficial, afetando os sistemas circulatório e digestivo. A última parte da vina é a muladhara chakra.

Assim, os yogues descobriram asanas e pranayamas para exercitar a coluna para o crescimento saudável da inteligência. Quando a vina está devidamente sintonizada, o yogue está em sintonia com o nada de Brahma e sua morada se torna o paraíso na terra. Se a coluna for negligenciada, essa morada do atma se torna o lugar das rogas (doenças) e leva ao inferno na terra.

Dadichi, o grande sábio, deu sua coluna para o senhor Indra lutar contra o demônio Vrttrasura. Embora seja uma história purana, a verdade permanece até hoje. O demônio Vrttrasura é doença; Dadichi, a felicidade. A coluna vertebral (vajrayudha), que Indra costumava usar para combater a doença (Vrttrasura), deve se manter saudável.

Leia o outro trecho

Vinadanda (Parte 2)