You are currently viewing A importância de praticar āsanas

A importância de praticar āsanas

Estamos momentaneamente recolhidos em nossos lares. Algumas pessoas vivem em casas espaçosas, com jardins, enquanto outras ocupam pequenos apartamentos. Mas independentemente do lugar onde estejamos, é muito importante e indispensável movimentarmos o corpo. E os āsanas são uma excelente maneira de fazer isso porque precisamos de pouco espaço: o tamanho do nosso tapetinho já é suficiente para praticar yoga.

Sabemos que tudo na vida está em constante movimento. Mesmo quando estamos com o corpo parado, algo dentro de nós está se movendo: a circulação sanguínea, os hormônios, a respiração, o sistema nervoso. Se ficarmos estáticos, nos sentimos desconectados da natureza. Mas, ao praticarmos āsanas, nós fluímos na corrente da vida.

Os āsanas não são exercícios de ginástica, mas algo muito mais profundo. Ao trabalharmos o corpo com consciência podemos ir cada vez mais para dentro em direção à nossa essência. Há uma conhecida lição de B.K.S. Iyengar, nosso querido Guruji, que mostra a interconexão do nosso ser. “Onde termina o corpo e começa a mente? Onde termina a mente e começa o espírito? Eles não podem ser separados, pois são intimamentes ligados, apenas diferentes aspectos da mesma consciência divina que a tudo permeia”, ensinou no livro Luz sobre o Yoga.

Nós sabemos que quando estamos com alguma preocupação podemos desenvolver um problema no corpo, como uma gastrite, por exemplo. Mas o yoga nos ensina que também é possível trilhar o caminho oposto: ao realizamos os āsanas, enriquecemos nosso corpo com energia, com prana.

E essa energia causa uma sensação de bem-estar, como explicou Guruji: “Frequentemente, ouvimos pessoas dizendo que ficam ativas e leves quando praticam apenas um pouco de āsanas. Quando um iniciante experimenta esse estado de bem-estar, não é resultado apenas dos efeitos externos ou anatômicos do yoga. São também os efeitos internos fisiológicos e psicológicos da prática.”

Quando colocamos nosso corpo em movimento com consciência, a partir dos āsanas, nós o nutrimos com algo essencial. Dessa forma, além de ficarmos fisicamente mais saudáveis, ajudamos a mente a estar em paz e o nosso emocional, nosso coração, mais calmo, tranquilo. E, aos poucos, podemos ir ainda mais longe, na direção daquilo que é essencial. Como dizia nosso Guruji: “O corpo é o arco, o āsana é a flecha e a alma é o alvo.”

Foto: Luiz Frota