Dia Internacional do Yoga: momento de celebrar e conscientizar     

O Dia Internacional do Yoga, comemorado em 21 de junho, é uma oportunidade para celebrar esta arte, ciência e filosofia de vida, além de conscientizar um público mais amplo sobre sua importância. Desde que foi instituída, em 2014, a data passou a ser comemorada em várias partes do mundo. “É um evento muito bonito porque celebramos a força do yoga, que ajuda no desenvolvimento interior dos praticantes, na saúde dos indivíduos e do próprio planeta”, afirma a professora Camila de Lucca.     

A data foi aprovada na 69ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), realizada em dezembro de 2014. A proposta para a criação de um Dia Internacional do Yoga, feita pela Índia, recebeu votos favoráveis de 175 países – a taxa mais alta de aprovação recebida por uma proposição na assembleia até então.

A resolução que criou a data reconhece que o yoga, uma prática física, mental e espiritual que surgiu na Índia, proporciona uma abordagem holística da saúde e do bem-estar. A ONU sugere que os países promovam a conscientização sobre os benefícios do yoga para a saúde da população mundial.

De acordo com a Confederação Portuguesa de Yoga, pelo menos desde 1998 discute-se a criação de um Dia do Yoga. Desde o início pensou-se em celebrá-lo no dia 21 de junho, que marca o Solstício de Verão no Hemisfério Norte – momento em que a duração do dia é a maior do ano. Vários mestres indianos apoiaram a iniciativa, inclusive B.K.S. Iyengar, nosso Guruji. 

Desde que foi promulgada, a data passou a ser celebrada pela comunidade Iyengar. Em 2017, o Ramamani Iyengar Memorial Yoga Institute (RIMYI) em Puna, na Índia, compartilhou uma sequência de asanas para que todos os estudantes e professores do método praticassem. 

O Centro Iyengar Yoga Florianópolis (CIYF) também tem feito comemorações especiais para marcar a data. No ano passado, em parceria com o projeto de extensão Yoga no CFH, promoveu uma aula aberta no campus da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) que contou com a presença de cerca de 60 pessoas. Neste ano, irá celebrar com cinco dias seguidos de aulas on-line, ministradas por professores da escola e parceiros. Todo o valor das inscrições será  destinados à Cozinha Mãe, um projeto Social que distribui alimentos no bairro Monte Cristo, um dos mais empobrecidos de Florianópolis.       

Texto Maurício Frighetto

Edição Daniela Caniçali 

 

Chat
Como podemos ajudá-lo?
Fale conosco!