Como o yoga me transformou (Parte 4)

Por B.K.S Iyengar

Trecho do Yoga Rahasya. Tradução livre de Maurício Frighetto

Obstáculos na prática

No ano de 1958, senti que estava perdendo o controle das posturas. Eu me sentia tonto, pesado e rígido. Correspondência trocadas com outros yogues não me trouxeram nenhum alívio. Disseram-me que a vida de casado e a idade estavam cobrando seu preço. Mesmo as flexões para a frente eram muito dolorosas. No entanto, após mais três anos de esforço, me recuperei e retomei o controle. Em 1979, tive dois acidentes de scooter imediatamente após as comemorações dos 60 anos da minha vida. Eu tive que começar o yoga novamente como um iniciante após esses acidentes. Todas as minhas antigas dores reapareceram. Levei mais de oito anos lutando para recuperar o controle. Isso ocorreu novamente devido ao meu esforço determinado para voltar ao yoga, que me agraciou para abraçá-lo com reverência.

O efeito e o poder do yoga

Não direi que dominei completamente essa arte e ciência até hoje, apesar de todos os meus esforços. Quanto mais eu trabalho para o refinamento, mais insignificantes meus esforços parecem ser e sinto que a perfeição ainda não foi alcançada. Assim, aprendo a ser constante com esse descontentamento divino que me move.

Meu conselho

A prática leva minha mente e inteligência para mais perto do âmago do meu ser. Meu conselho, com base em minha experiência, é de que não devemos reduzir nossos esforços se a perfeição tentar nos iludir. A disciplina yogue me tirou de uma existência subumana e me tornou um homem de confiança, sincero em meus esforços, resistente e honesto, querido em meu pensamento e limpo em minha consciência.

Provavelmente, essa arte não teria alcançado o homem comum nem teria se tornado tão popular se o yoga não tivesse se prendido a mim. Eu, que fui esquecido e marcado pelas pessoas como um louco, posso ser perdoado se disser que sou o homem mais orgulhoso do mundo, pois levei a mensagem do yoga junto com muitos de meus alunos na forma de saúde física, equilíbrio mental, clareza intelectual e consolo espiritual para milhões e milhões de pessoas em todo o mundo. O yoga me fez ver Deus em tudo. Se o yoga pode fazer tanto por mim, que não fui abençoado na juventude, o quanto pode ajudar aqueles que começaram o yoga em circunstâncias mais afortunadas está além da minha imaginação.

Sem dúvida, essa arte e ciência do yoga são vastas, e o progresso parece ser muito lento. Esperava-se que eu vivesse apenas até os 20 anos de idade por causa da minha tuberculose, mas o yoga não só me fez viver uma vida de satisfação e alegria, mas também me fez levar a mensagem do yoga por todo o mundo. Agora estou interligado com o yoga e o yoga comigo. Agora é difícil considerar o yoga e eu como entidades diferentes. 

Não hesito em compartilhar minhas experiências com meus alunos e ainda estou experimentando novos sentimentos e uma nova luz, embora a idade esteja me afetando. Eu vivo em minhas células e em meu coração. Eu gostaria de praticar yoga até meu último suspiro como meus humildes serviços ao yoga e meu único desejo é me prostrar a Deus, me render a Deus, entregando meu sopro oriental enquanto pratico. Tenho certeza de que depois de mim, meus alunos, meus grandes alunos e meus ótimos grandes alunos levarão a mensagem do yoga a todos os cantos do globo para que todos possam viver como uma raça humana, sem divisão geográfica ou divisão de casta, credo de cor ou sexo. 

Leia os outros trechos:

Como o yoga me transformou (Parte 1)

Como o yoga me transformou (Parte 2)

Como o yoga me transformou (Parte 3)

Chat
Como podemos ajudá-lo?
Fale conosco!