Yoga é ideal para as mulheres?

Geeta Iyengar fez sua passagem em 16 de dezembro de 2018. Para relembrar da nossa querida Geetaji, que tanto nos inspira, traduzimos um pequeno trecho do livro “Yoga a gem for women”. 

Geeta Iyengar

Trecho do livro “Yoga a gem for women”. Tradução livre de Maurício Frighetto   

“A natureza fez que a mulher fosse sua obra-prima”, escreveu John Ruskin. Sua beleza e graça, assim como sua natureza suave, são testemunhas disso. Ela não somente tem beleza exterior, mas sua suave e graciosa forma engana a firmeza de caráter e poder de resistência. A mulher é suave, delicada e flexível, e isso faz ela se mover com facilidade e graça, contrastando com o homem, cujo corpo é rígido, forte e robusto. Yoga demanda uma tremenda elasticidade – e parece que o criador favoreceu a mulher ao tornar seu corpo encaixado e adequado para a yoga. 

A mulher difere muito do homem em sua estrutura e estatura. Seus músculos são suaves e leves comparados aos dos homens, que são grandes, grossos e pesados. Sua estrutura esquelética também não é ampla como no homem. Ela tem muito mais poder para resistir às tensões físicas e pressões mentais que o homem; isso não é devido à força física ou ao poder de resistência – é um dom característico da natureza para enfrentá-las. 

A natureza, além disso, a dotou com a responsabilidade de perpetuar a humanidade. A riqueza de uma nação e a saúde da futura geração dependem do seu bem estar físico e mental. A partir de um estudo cuidadoso das características que distinguem a mulher do homem, ou seja, seu corpo físico, suas funções fisiológicas e estados emocionais variáveis, concluiu-se que, se ela adotar Yogasana e Pranayama como parte de seu modo de vida, eles serão ainda mais significativos e vantajoso para ela.

Yoga ajuda a mulher a realizar suas tarefas, assim como a manter sua aparência, brilho e feminilidade. Ela não precisa mais de cosméticos, já que a própria circulação sanguínea faz sua pele brilhar. Não é exagero dizer que as práticas de yoga são idealmente designadas para ajudá-la em todas as condições e circunstâncias da vida diária. 

O yoga é uma forma ideal de exercício. Os capítulos sobre anatomia nos Caraka e Susruta Samhitas do Ayurveda descrevem o exercício físico como aquele que é capaz de produzir resultados benéficos por meio de ações ou movimentos. A correta performance deles traz leveza ao corpo, agilidade ao trabalho, resistência contra doenças e desconfortos causados pelo desequilíbrio entre os três humores. Eles estimulam o funcionamento harmonioso dos sistemas respiratório, circulatório, digestivo, nervoso, glandular, genital-urinário e excretor. Os textos advertem que exercícios incorretos causam lentidão, exaustão, vômito, mal funcionamento dos órgãos internos, secura, sangramento (hemorragia interna), tosse, febre e outras desordens. 

Yogasanas exercita o corpo inteiro e revitaliza todo o sistema fisiológico, resultando em uma mente e um corpo sadios, já que cada asana cultiva o corpo e a mente uniformemente. Yogasanas e pranayamas resistiram no tempo por séculos e são úteis para todas necessidades dos homens e das mulheres em suas buscas da saúde perfeita e da suprema felicidade. 

O corpo consiste em cinco invólucros ou camadas. São eles:

(i) Annamaya – o corpo anatômico, composto da pele, músculos e ossos, é o invólucro externo; 

(ii) Pranamaya – o corpo fisiológico, composto dos sistemas circulatório, respiratório, excretor, digestivo, nervoso, endócrino ou glandular e reprodutivo.

(iii) Manomaya – o corpo mental ou psicológico, composto pela mente e emoções.

(iv) Vijńānamaya – o corpo intelectual; 

(v) Ānandamaya – o corpo espiritual é o invólucro mais interno, envolvendo a alma.

Todos esses invólucros são interdependentes e interpenetrantes, indo da camada externa ao núcleo interno. Durante a performance de yogasanas e pranayama, a atenção total é dirigida a todos os invólucros, do anatômico ao espiritual e vice-versa.

Chat
Como podemos ajudá-lo?
Fale conosco!