Onde está a alegria?

Quando Brahman estava criando o universo, ele queria que seres de consciência habitassem a terra, para amar e cuidar de toda a sua criação. Porém, como fazer isso, se sempre que um Deus nascia na terra, rapidamente se iluminava e retornava para o céu.

Então Brahman convocou seus filhos Brahma, Vishnu e Shiva e pediu suas sugestões. Depois de muito meditarem, eles chegaram em comum acordo: deveriam tirar uma coisa desses seres para que se diferenciassem dos Deuses. E sugeriram que fosse retirada ananda, a alegria genuína. Então surgiu mais um impasse: aonde esconder a alegria?

Eles convocaram uma reunião e chamaram todos os deuses e apresentaram a situação. Um dos deuses disse:

– Vamos esconder na montanha mais alta da Terra!Porém concluíram que não seria uma boa ideia, pois lhe deram força e em pouco tempo escalariam a montanha e encontrariam a alegria, a beatitude. Um outro sugeriu:

– Vamos esconder na profundeza do oceano! Porém concluíram que lhe deram a curiosidade e em pouco tempo achariam um meio de mergulhar nas profundezas do oceano e encontrariam facilmente a alegria.

Um terceiro sugeriu:

– Vamos esconder em um planeta distante!

Porém concluíram que lhe deram inteligência e construiriam máquinas para desvendar o universo e encontrariam a alegria.

Então, um Gandarva, um anjo, que estava quieto e em silêncio, sugeriu:

– Que tal escondermos dentro deles mesmos, porque enquanto estiverem usando toda força, curiosidade e inteligência que Brahman lhes deu, nem se lembrarão de buscar a felicidade dentro deles mesmos.

Geralmente, buscamos a alegria nas coisas que nos rodeiam. Através dos relacionamentos com as pessoas, com um companheiro, assistindo um filme, fazendo uma viagem, e acabamos nos esquecendo completamente que a fonte da alegria está dentro de nós. Porém, onde esta alegria se encontra em nós? Não está na superfície dos pensamentos do dia a dia, nem nos desejos e necessidades do corpo, mas sim, na profundidade do nosso peito.

Este período de isolamento que estamos vivendo pode se converter em uma oportunidade muito positiva para o nosso desenvolvimento interior. Mesmo que isolados fisicamente, podemos nos conectar interiormente.

A união com o grupo nos dá força e coragem para mergulharmos mais profundamente em nós mesmos, acessando esse tesouro que é a alegria genuína.

Todos os anos temos o nosso Retiro de Ano Novo e daremos continuidade à esta tradição, mas devido às circunstâncias, este ano faremos o Retiro no formato online.

Ao invés de você vir até Floripa, nós iremos aonde você estiver e, através da prática do yoga, iremos nos preparar para entrar em 2021 com alegria, vivenciando aquilo que é essencial.

Convidamos a todos para celebrarmos juntos a chegada de 2021. Será uma grande alegria ter a sua presença neste Retiro.

Para mais informações sobre o retiro clique aqui.

Chat
Como podemos ajudá-lo?
Fale conosco!