Uma boa companhia em tempos de isolamento

You are currently viewing Uma boa companhia em tempos de isolamento

Muitas vezes nos sentimos tristes, sozinhos, com medo. Faz parte da vida enfrentarmos sentimentos negativos, sobretudo em momentos de incertezas como o que estamos passando agora. Mas como podemos aprender a lidar com essas sensações e transformá-las?

Nossas aulas de yoga estão sendo temporariamente ministradas online, uma vez que devemos evitar o contato social e nos recolhermos em nossas casas. Na última prática juntos, a professora Camila de Lucca contou-nos uma história que costumava ser narrada por B.KS. Iyengar, o Guruji, e que pode nos ajudar a superar as dificuldades nesse período de quarentena.

“Um fazendeiro estava muito incomodado com uma árvore do seu jardim: ela não se desenvolvia, não dava flores nem frutos. Então resolveu podá-la. Um tempo depois, a árvore começou a crescer novamente. Mas nada de frutos. Pensou então que a planta estava doente. ‘Vou usar veneno para matá-la’, decidiu. Mesmo fazendo isso, não conseguiu acabar com a planta.

Irritado, teve outra ideia: plantar um monte de árvores frutíferas no quintal, assim esconderia aquela planta que não se desenvolvia. O tempo passou e o jardim ficou colorido, florido. Certo dia, o fazendeiro observou uma árvore brilhante, cheia de flores e frutos. E foi até ela. Quando se aproximou, viu que era justamente aquela árvore que não se desenvolvia.”

A árvore da história cresceu e progrediu porque estava rodeada de boa companhia. O conto nos traz uma reflexão sobre nosso próprio desenvolvimento, como ensinou Camila: “A história fala sobre sahavasa, que significa estar em boa companhia, em um ambiente próprio onde possamos nos inspirar. E, desta maneira, todas as partes dentro de nós que estão doentes, que não frutificam neste momento, podem crescer, se desenvolver, dar frutos e flores.”

Atualmente, embora não possamos estar juntos fisicamente, podemos nos reunir virtualmente. E também podemos buscar essa boa companhia dentro de nós, segundo a professora. “Pensando a história num nível mais profundo, quando tentamos podar as coisas negativas em nós, como medo e insegurança, muita vezes não conseguimos fazer com que elas deixem de existir. Nesses momentos, o yoga pode ser essa boa companhia de que precisamos. Quando seguimos com nossa prática, conseguimos nos aproximar de um estado de calma e paz, e assim podemos iluminar essa escuridão e realmente transformar nosso cenário interno.”

Texto: Maurício Frighetto
Foto: Luiz Frota